Estudantes de Palmas aprendem sobre direitos humanos com “Defensores da Cidadania”


Publicado em 02/02/2018 12:46

Loise Maria

“Onde existir um ser humano, não importa qual credo, cor, raça ou opção sexual que ele tenha, a gente tem que respeitá-lo pelo simples fato dele ser um ser humano.” A fala da defensora pública Maurina Jácome Santana, coordenadora do Núcleo Especializado de Defesa dos Direitos Humanos (NDDH) da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), abriu a programação do projeto “Defensores da Cidadania”, que foi realizada na quinta-feira, 1º, na Escola Estadual do Setor Sul, em Palmas.

Cerca de 70 alunos do 2º ano do Ensino Médio, do período matutino e vespertino, participaram da palestra e roda de conversa com a Defensora Pública e com a analista do NDDH, Liz Marina Régis. As atividades tiveram o objetivo de levar reflexão sobre regras mínimas de convivência na sociedade. “Direitos humanos para humanos direitos – será que é isso? Será que os direitos humanos são só para algumas pessoas, será que estão distante da nossa realidade? A gente está aqui para dizer que não, pois os direitos humanos estão mais próximos de vocês do que vocês imaginam”, disse a analista do NDDH.

Meio ambiente, direito à vida, preconceito, racismo, igualdade racial, pessoas presas e políticas públicas foram alguns dos assuntos tratados na roda de conversa. De acordo com a Defensora Pública, o objetivo é contribuir para a promoção dos direitos humanos, com especial ênfase para a sensibilização e conscientização acerca dos direitos humanos e dos direitos e garantias fundamentais, por meio de uma aprendizagem que contribua com a formação de ouvintes protagonistas na concretização das normas e tratados internacionais de direitos humanos e, ainda, na efetivação de seus direitos fundamentais, junto à comunidade em que estão inseridos, com vistas à construção e consolidação da cidadania ativa.

O público alvo do Projeto não se limita à comunidade escolar e visa promover a educação em direitos humanos em outros espaços comunitários, tais como centros de convivências, abrigos, instituições públicas e privadas e centros de referência em assistência social, dentre outros.


Projeto
“Defensores da Cidadania” é um projeto que visa aproximar ainda mais Defensoria Pública da sociedade por meio da promoção de educação em direitos humanos e cidadania, nos mais diversos espaços comunitários, tais como instituições de ensino, centros de referência em assistência social, de convivência, entre outros.

Para levar o “Defensores da Cidadania” para a escola ou espaço comunitário, entre outros locais, basta enviar email para o Núcleo, no endereço nddh@defensoria.to.gov.br, ou ainda entrar em contato pelo telefone (63) 3218-6953, para mais informações.

O Núcleo poderá, ainda, prestar apoio logístico e elaborar roteiros com a adequação da metodologia adequada a cada público alvo nas ações demandadas. Além disso, serão disponibilizados materiais educativos e assessoria para realização das palestras.


Autor(a): Cinthia Abreu


Tags: Direitos Humanos, NDDH, Estudantes, cidadania, DEFENSORES

 

Photo

Foto : Divulgação

Photo

Foto : Loise Maria

Photo

Foto : Loise Maria

Photo

Foto : Loise Maria